Que trocar de emprego? Veja essas 5 importantes dicas antes

Mudança de emprego é uma decisão a ser pensada em diversos ângulos. Pode ser algo muito bacana de mudança de carreira, fazer novas amizades e aumentar o malling profissional. Também pode ser difícil dependendo dos desejos e anseios. Para avaliar bem e saber se está de fato tomando a melhor decisão é preciso analisar alguns pontos crucais. Listamos alguns a seguir.

Dicas para avaliar antes de mudar de emprego

Mudança de emprego deve ser algo a se pensar com calma. Não é apenas um salário que muda. Pode significar um grande período sem uma renda fixa ou reiniciar a carreira. Se você está pensando em levar a ideia adiante confira 5 dicas a seguir para serem analisadas com muita cautela.

Ao pedir demissão não há direito ao seguro-desemprego

O seguro desemprego é um direito do trabalhador demitido por justa causa. O amparo é fornecido pelo Ministério do Trabalho por até três meses de mensalidade de um salário mínimo.

Este benefício, contudo,  só é pago para quem realmente não possui nenhum tipo de renda. Entende-se que na situação de “pedir demissão” o trabalhador está abrindo mão do seu salário porque possui outros tipos de proventos e não precisa do seguro.

Mudança de emprego perde-se a hierarquia

É muito raro abandonaram um cargo de supervisão para ocupar a mesma função em outra empresa. Na maioria das vezes o patronato quer testar a capacidade do novo funcionário e saber se ele possui perfil para gerenciamento antes da promoção.

Isso não é de todo ruim mas pode não ser agradável quando se galgou uma longa carreira no emprego atual.

Ampliar a rede de contatos pode ser interessante

Ser funcionário de uma empresa por mais de uma década é interessante e no mínimo louvável. Mas quando a empresa fecha as portas o funcionário não tem contatos para tentar recolocar-se no mercado. As vezes se quer sabe onde procurar emprego de tanto tempo que passou fora.

Ter passado por duas outras empresas com a estadia elogiável é muito interessante para uma carreira promissora.

Você ainda precisa de aviso prévio

Mesmo tendo sido o funcionário a fazer o pedido para sair da empresa ele precisa dar o aviso prévio. Isso quer dizer 30 dias de antecipação ao seu chefe para procurar outro trabalhador para ocupar sua vaga.

No caso da demissão por justa causa pode-se escolher manter o empregado para cumprir todo o aviso prévio ele pode receber em dinheiro e ser dispensado.

FONTE

 

Comments are closed.